York University ICOS Graphic
15 Dec 2017 12:35pm -0500 EST
Language
Home | About ICOS | Contact Us

ICOS 2008 Conference Abstract

Apelidos detoponímicos na Galiza

Author(s):
A Boullon
Universidade de Santiago de Compostela, Spain

Neste trabalho analisarão-se os apelidos derivados dos topônimos ou detoponímicos máis frequentes nos apelidos da Galiza (noroeste da Península Ibérica). O corpus procede do Censo de poboação da Galiza do ano 2002 realizado pelo Instituto Nacional de Estadística (Madrid). Resulta ser o segundo grupo en orde de frequencia, e é uma forma de individualização que se dá já desde a Alta Idade Média. Neste trabalho examinaremos os apelidos detoponímicos procedentes de topônimos maiores (tales como Noia, Santiago) e de microtopónimos ou genéricos (Castro, Pinheiro, Vilarinho), assim como aqueles que estão a medio caminho entre o lexicon e a toponímia, isto é, os gentílicos (Galego ou Franco). Também se examinará a relação entre a área de expansão do apelido co topônimo que lhe deu origem.

Canadian Flag
ICOS 23 © 2006-2008